Meu nome é Daniel integra Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência

Divulgação

21/10/2019 15:55 - Do Clickcultural

“Essa produção tem o objetivo de fazer o espectador pensar e tirar o portador de deficiência do estereótipo de vítima ou super-herói em que ele é comumente retratado, quando representado. Minha intenção é mostrar que a deficiência é uma das minhas características e não algo que me defina”, diz Daniel Gonçalves, 35 anos, diretor de “Meu nome é Daniel”, longa-metragem integrante do Assim Vivemos - Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência que começa na quarta-feira, 23, no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro.

A produção, que retrata a sua vida, já recebeu vários prêmios, entre eles de melhor filme na Mostra de Cinema de Tiradentes 2019 e na Mostra de Cinema de Gostoso 2018 e menção honrosa no Festival do Rio 2018. Com carreira internacional, compete no Los Angeles Brazilian Film Festival 2019 que termina amanhã, dia 17.

Além de ter seu filme competindo no festival, Daniel participa de um debate no dia 24, às 19h, sobre Família e Estímulo, ao lado da mãe Rosângela Gonçalves e da sua terapeuta ocupacional Suzane Eidinta. Ele vai falar suas experiências de vida, sobre a deficiência que ainda não foi diagnosticada e como o apoio familiar é capaz de determinar o desenvolvimento físico e emocional dos portadores de deficiência.

Em sua nona edição, o Assim Vivemos reúne 38 produções de 20 países participantes e promove quatro debates e duas oficinas. Toda a programação tem entrada franca.

É o primeiro festival de cinema no Brasil a oferecer acessibilidade para pessoas com deficiência visual (audiodescrição em todas as sessões e catálogos em Braille) e para pessoas com deficiência auditiva (legendas inclusivas nos filmes e interpretação em LIBRAS nos debates). As sedes dos CCBBs são acessíveis para pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida. Depois do Rio, o evento segue para Brasília, entre 12 e 24 de novembro, e São Paulo, entre 27 de novembro a 9 de dezembro. A realização é do Centro Cultural do Banco do Brasil, patrocínio do Banco do Brasil através da lei de incentivo a cultura, com produção da Cinema Falado Produções

Serão oferecidos cinco prêmios do júri e um do público, destinado ao filme escolhido nas três cidades. Os membros do júri são pessoas com deficiência, artistas e profissionais ligados ao tema e, em cada edição, o júri cria novas categorias de prêmios, a fim de destacar as qualidades específicas dos filmes premiados. O troféu foi criado pela artista cega Virginia Vendramini.

Serviço:
Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro - CCBB RJ
CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL – RJ
Rua Primeiro de Março, 66 – Centro, Rio de Janeiro
Assim Vivemos - Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência
23 de outubro a 4 de novembro de 2019
Horário: Quarta-feira a segunda-feira, 9h às 21h

Comentar esta Notícia:
NomeComentário
Email 
   
Mais Notícias
Click News

Assine nossa newsletter

Nome
E-Mail
Promoções

Séries de TV

De A a Z