José Wilker morre após sofrer infarto fulminante

Kelly Jamal/ClickCultural

05/04/2014 12:07 - Kelly Jamal, do ClickCultural

É com grande tristeza que o mundo das artes se despede, neste sábado (5), de um dos maiores atores e diretores do país.

José Wilker, de 67 anos, morreu em sua casa, no Rio de Janeiro, nesta manhã, vítima de um infarto fulminante enquanto dormia.

No começo da carreira, o ator fazia peças de teatro no sertão pernambucano com outros jovens do partido nas quais difundiam as ideias do pedagogo Paulo Freire. Sua estreia profissional aconteceu com o espetáculo Julgamento em Novo Sol (1962). Em 1970, após um tempo afastado dos palcos, Wilker estreia em O Arquiteto e o Imperador da Assíria, que lhe rendeu seu primeiro Prêmio Molière de Melhor Ator.

Sua última contribuição para o teatro foi em 2013, como diretor da peça Rain Man, estrelada por Marcelo Serrado. Em conversa com o ClickCultural, o ator falou sobre sua relação com o trabalho nos palcos:

"Hoje fazer teatro é um desafio. Precisa cruzar "N" barreiras até conseguir chegar aos palcos. Temos que agradecer as empresas que se interessam em fazer da cultura uma realidade no nosso país."

Já sobre a facilidade de patrocínio para espetáculos americanos com currículo de sucesso, como é o caso de Alô, Dolly, dirigido e estrelado por Miguel Falabella, e o musical Rei Leão, em cartaz no Teatro Renault, em SP, o ator revelou que, embora ache a produção do Rei Leão chata, ele não tem nada contra grandes espetáculos e acha que são essenciais quando falamos em formação de público. Porém a existência de uma lei distorcida faz com que haja um impasse no meio teatral. "Se as leis fossem alteradas, haveria mais empresas interessadas em teatro e não só em grandes produções, com certeza."

E, para quem pensa em seguir a carreira teatral, José Wilker é direto: "Desista ou teime! Fazer teatro no Brasil é uma tarefa que você briga para realizar ou você desiste".

Abaixo, a carreira de José Wilker nos palcos:

1962 - Julgamento em Novo Sol
1962 - A Volta do Camaleão Alface
1963 - Estórias do Mato. A Afilhada de Nossa Senhora da Conceição
1965 - Chão dos Penitentes
1966 - O Sr. Puntila e Seu Criado Matti
1967 - O Rei da Vela
1967 - A Ópera dos Três Vinténs
1968 - Trágico Acidente que Destronou Tereza
1969 - Antígona
1969 - O Assalto
1970 - O Arquiteto e o Imperador da Assíria
1971 - O Rei da Vela
1971 - Hoje É Dia de Rock
1971 - A Mãe
1972 - A China É Azul
1974 - O Anti-Nelson Rodrigues
1974 - Ensaio Selvagem
1976 - Os Filhos de Kennedy
1985 - Assim É...(Se Lhe Parece)
1988 - Filumena Marturano
1995 - A Maracutaia
2002 - Capitanias Hereditárias
2008 - A Cabra ou Quem é Sylvia?

Comentar esta Notícia:
NomeComentário
Email 
   
Comentários
matzcrorkz - email@gmail.com

yz07i1 Thank you for your article.Much thanks again.

Mais Notícias
Click News

Assine nossa newsletter

Nome
E-Mail
Promoções

Séries de TV

De A a Z